Exposição ‘Um lugar de um mundo novo’

 

A exposição ‘Um lugar de um mundo novo’, de Francisco Laranjo, é uma pequena viagem sobre a relação do seu trabalho com o Douro - região que sempre transportou na sua obra. Esta exposição foi integralmente preparada pelo artista, e os filhos Francisco e Gonçalo quiseram cumprir a intenção do pai de concretizar a mesma, proporcionando uma janela para uma carreira com quase cinco décadas.

Partiu para a eternidade o nosso colega Francisco Laranjo

Partiu para a eternidade o nosso colega Francisco Laranjo, que foi renomado pintor e apreciado professor e diretor da Faculdade de Belas Artes do Porto.

Com a alma ainda sobressaltada pelo seu falecimento, celebramos a vida em toda a sua plenitude.

O Laranjo era vida e vida em abundância:

- Genial e talentoso, como Homem das Artes, deixa-nos obra que o engrandece e imortaliza e nos eleva em espiritualidade;

- Simples, educado de fino humor, lúcido e amigo, como cidadão e colega deixa-nos exemplo de Homem inteiro e inspirador.

Paz à sua alma, hino e glória à sua memória.

Os Órgãos Sociais da AAACL

Ademaro Duarte de Almeida

Caros (Antigos) Alunos do Colégio de Lamego. Não sei bem como fazer o obituário do meu pai. O Ademaro Duarte de Almeida, o Manel, ou o “Testas”, como vós, colegas do Colégio de Lamego lhe chamavam, morreu ontem, Sábado, 19 de Novembro, ao fim da noite. Desculpem-me eu não eufemizar a palavra, não é por usar um termo menos agreste que a finitude deixa de existir. Tinha 88 anos e durou até Deus querer. Para ele, estará certamente a ser um dia de grande Graça, o dia em que vê pela primeira vez o Senhor, "face a face". Para nós, é difícil não nos sentirmos feridos pela saudade. O meu pai estará em câmara ardente na Igreja de Santo Condestável desde as 18h00 do dia 21 de Novembro. De lá, às 14h30 partirá para o cemitério dos Olivais. Aos que nos quiserem acompanhar, sereis bem-vindos. Aos que se lembrarem dele, façam-no com alegria. Deixo-vos o meu obrigada e um abraço fraterno. Até sempre. 

Isabel

 

Firmados na solidariedade que aprendemos no Colégio de Lamego, acompanhamo-vos na dor.

Os Órgãos Sociais da AAACL

Caro associado da AAACL pode regularizar o pagamento das suas quotas, ou entregar um donativo, através do IBAN:

PT50.0033.0000.45430071154.05

Neste caso deverá sempre enviar-nos o comprovativo da transferência, devidamente identificado, para aaacl.lamego@gmail.com. Se não o fizer poderemos não conseguir identificar o seu pagamento.

Colabore com a sua Associação, mantenha as quotas em dia. 

Memórias da Escola Claustral

Eng. Duarte Xavier de Campos

Eng. Duarte Xavier de Campos

Antigo aluno

Nota introdutória por:

Eng. Pinto de Sousa

Presidente da Mesa da Assembleia Geral da AAACL

19/10/2022

Este texto elequentemente escrito pelo Eng. Duarte Xavier de Campos é tão interessante, envolvente e bem humorado que será um prazer usufruir da sua leitura.

Descreve a sua passagem pelo Mosteiro de Singeverga que frequentou dos 9 aos 15 anos, ingressando no Colégio de Lamego para concluir os 6º e 7º anos.

Entrou na Universidade do Porto, concluindo o curso de Engenharia Eletrotécnica e exerceu outras funções de relevo na CP, sempre como técnico superior, com o seu habitual zelo e relevância. De 1983 até 2002 pertenceu à primeira direção da AAACL como secretário da direção, dirigida pelo primeiro presidente o saudoso Dr. José Cardoso da Rocha e como vogal César Augusto de Castro. Este cargo foi exercido sempre com entusiasmo e competência.

A publicação deste histórico testemunho no nosso site enriquece a nossa associação que permite dar a conhecer factos que a maioria decerto desconhecia e homenageia um homem que prestou com inteligência inegáveis préstimos em todas as atividades que a vida o enfrentou.

 

Veja aqui o Livro Memórias da Escola Claustral

Atividades Culturais

Sob a orientação da Associação dos Antigos Alunos do Colégio de Lamego (A.A.A.C.L.), e com a prestimosa colaboração da Câmara Municipal de Tarouca, no mês de outubro foi levada a efeito uma sessão cultural de cariz monástica/beneditina.
A realização do evento teve lugar no Auditório Adácio Pestana que, simultaneamente, englobou uma exposição de pintura, da autoria do monge beneditino Pe. Paulino Luiz de Castro, subordinado ao tema "HOUVE UM HOMEM BENTO".
Usaram da palavra: Pe. Avelino Martins da Silva (osb) diretor do Colégio de Lamego e antigo aluno, Dr.ª Amélia de Albuquerque, Dr. José Pessoa e o autor da obra.
Este acontecimento cultural já foi levado pela A.A.A.C.L., às seguintes localidades:
- Lamego (2 vezes), Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião, Resende, Armamar, Barcelos, Mondim de Basto, Braga, Santo Tirso, Porto, Vila Nova de Foz Côa e Tarouca.

A A.A.A.C.L. patrocinou a publicação de um livro explicativo das pinturas cujo título também é "HOUVE UM HOMEM BENTO".

A A.A.A.C.L. tem também outra exposição, esta fotográfica, de um antigo aluno, Dr. Dinis Cortes, intitulada "DOURO PATROMÓNIO NATURAL".
A mesma já visitou:
- Lamego, Peso da Régua, Armamar, Mesão Frio, Sande (Lamego) e Vila Nova de Foz Côa e Mêda.
Sobre os temas expostos, palestrou sempre com brilhantismo o seu autor e querido amigo Dr. Dinis Cortes.
É justo dizê-lo que todas estas manifestações culturais, terminaram sempre com um porto de honra generosamente oferecido pelo vice presidente da A.A.A.C.L., Dr. Pedro Martha e pelas entidades que tão bem nos têm recebido. "BEM HAJAM".
Com estas iniciativas, todos vamos saciando as saudades "DO VELHO CASARÃO DA ORTIGOSA".
 
As exposições referidas podem ser apreciadas na antiga e saudosa "CASA DA QUINTA", agora recuperada e com o novo nome de "GALERIA BENEDITINA".
 
Mais se informa que a sede da Associação dos Antigos Alunos do Colégio de Lamego (AAACL) terá lugar nesse novo espaço que será inaugurado no próximo dia 27 de Maio, aquando da festa do Antigo Aluno 2017.

Recordar é Viver

campeoes nacionais1973

PORTUGAL «Ex-aluno»

«Homenagem»

portugal

E um sorriso elevou-se à eternidade

Morreu um dos nossos, morreu um homem bom.
Homem de fé, comprometido com a vida e com os outros, o Portugal, o nosso “Galinha”, fez acender mais um luzeiro no firmamento daqueles que foram capazes, na terra, de se elevar à categoria dos que deixam o mundo mais pobre, mas iluminado pela crença e pela esperança do triunfo final da bondade e da solidariedade.
Sempre que um dos nossos, um daqueles que viveu o Colégio de Lamego como sua escola de vida, como casa de princípios e de valores, fecha os olhos e se despede, em trânsito para a eternidade, é como se desaparecesse um irmão, alguém que, comungando o mesmo espírito, connosco formou uma família.
Mais se justifica este tipo de referência quando aquele que, recentemente, nos deixou, o amigo Portugal, sentia, de uma forma muito especial, o que representava ter sido, durante sete anos, aluno do Colégio de Lamego, que, profundamente, amava e vivia no seu dia a dia, tendo-o como memória constante, como realidade presente e como continuidade futura.
Não é de admirar, assim, que alguém que tanto acreditava na importância e transcendência do Colégio, como casa mater, estivesse presente, desde a sua fundação, na afirmação da ideia subjacente à existência da Associação de Antigos Alunos do Colégio de Lamego.
Não foi dos que acompanharam essa ideia à distância, antes respondeu afirmativamente, mandato atrás de mandato, ao repto que lhe era feito para integrar os seus corpos sociais. Nunca quis, no entanto, que as luzes incidissem sobre a sua pessoa, procurando ocupar cargos sem visibilidade, mas em que se pudesse sentir útil. E como foi importante, tantas vezes decisivo, trazendo a mais valia em que se constituía a sua constante e reconfortante presença, a sua eficácia e solicitude, a sua discrição, educação fora do vulgar, humildade e recato.
Olhar para o Portugal era olhar para um rosto límpido, luminoso no seu permanente e cativante sorriso.
Recebi a notícia da sua morte, em tempo de veraneio, junto ao mar, o que me fez pensar, esmagado pela movimentação das ondas, nas vicissitudes da vida, em que a morte é um seu momento, mas, sobretudo, na força da renovação que os homens bons nos legam com o exemplo das suas virtudes.
Logo depois, a caminho de Fátima, como todos os anos acontece em fim de férias, tive sempre o Portugal no meu pensamento, acreditando como ele na protecção da Virgem, que também no Colégio, a partir da sua imagem, nos infundia esse sinal de Mãe apaziguadora e doce. Tiveste a sorte, Portugal, de fechar os olhos num tempo em que a Senhora dos Remédios, por todos festejada, descia sobre Lamego o seu manto de glória e a luz da sua misericórdia e bondade. Que te proteja, Portugal, e te sirva de refúgio.
Eu sei, Portugal, que desceste à terra, sem que levasses a cobertura da bandeira da nossa Associação, a quem tanto deste e de quem tanto gostavas. Fiquei triste quando soube do esquecimento, mas reconforto-me com a ideia de que, na tua bondade simples de irmão, a todos nos desculpas, uma vez mais com um sorriso discreto. Era importante que a nossa bandeira te acompanhasse, levando nela o conforto das nossas lágrimas e das nossas preces. Alivia-me a certeza de que tu próprio te assumiste de tal forma como símbolo da Associação de Antigos Alunos do Colégio de Lamego que te transformaste, para teu e nosso consolo, na nossa Bandeira.

Até breve, companheiro. Até à eternidade, irmão.

Lamego, 16 de Setembro de 2012

José Alberto Soares Marques
Presidente da Direcção da AAACL

Torna-te sócio

AOS FINALISTAS

Caro aluno do Colégio de Lamego:

Brevemente terminarás uma importante fase da tua vida de estudante que vai ser determinante para o teu futuro como cidadão e como profissional.

O Colégio fará sempre parte da tua vida e à medida que nela fores avançando não deixarás de recordar os tempos presentes, as coisas boas, mas também as menos boas, as aulas, os exames que correm bem e os que correm mal, as brincadeiras, os jogos, os teus colegas, os teus professores, os senhores padres e restantes colaboradores.

O Colégio é isso mesmo. É esse conjunto de pessoas e de vivências que hoje dá conteúdo à tua formação e que te acompanhará no futuro.

Não deixarás nunca de ser aluno do Colégio de Lamego. No final do presente ano letivo subirás um degrau e passarás a antigo aluno do Colégio de Lamego. Mas sempre aluno…

Os antigos alunos também fazem parte do Colégio, prolongando-o e dignificando-o na sociedade, no âmbito das actividades desenvolvidas por cada um de nós.

Por isso mesmo vimos convidar-te a inscreveres-te na AAACL – Associação dos Antigos Alunos do Colégio de Lamego, que tem como “objectivo principal o de manter e revigorar os laços de solidariedade que unem todos os antigos e actuais alunos do Colégio”.

 A AAACL precisa de ti e dos teus actuais colegas. A sua continuidade e o seu futuro, enquanto associação, dependem de vós.

Por isso os sócios da AAACL deliberaram isentar do pagamento da jóia e do pagamento de quotas, durante os primeiros 5 anos, os actuais alunos que se inscreverem na associação aquando da sua saída definitiva do Colégio.

Estamos certos de que aceitarás o nosso convite. Não tem quaisquer custos e bastará que preenchas a ficha de inscrição que juntamos e que a entregues na secretaria do Colégio.

Desejamos-te um bom final de ano letivo e uma vida inteira de sucessos.

Um abraço dos Orgãos Sociais da A.A.A.C.L.

 
 

Merchandising 

Contacte-nos e faça a sua encomenda

Livro

Visitas

Hoje 12

Ontem 35

Semana 12

Mês 150

Total visitas 47061

Veja mais...