banner topo

 

ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA

 CONVOCATÓRIA

 

Nos termos dos Estatutos convoco os colegas a reuniram-se em assembleia-geral ordinária, no Colégio, no dia 11 de Novembro de 2017, pelas 10,30 horas, com a seguinte


ORDEM DE TRABALHOS


Ponto 1 – Apreciação e votação do Relatório e Contas da Gerência referentes ao Exercício de 2016/2017 e do parecer do Conselho Fiscal;

Ponto 2 – Outros assuntos de interesse para a Associação.


Lamego, 28 de Setembro de 2017


O Presidente da Mesa da Assembleia Geral

Manuel José Pinto de Sousa


Nota: A seguir à reunião terá lugar, como é habitual, o almoço. Agradece-se aos colegas que queiram participar no almoço o favor de se inscreverem com antecedência.


Telemóveis para marcação:

Adriano Lacerda – 965811886

Venâncio – 969884733

Pedro Martha – 937083908

Artur Saraiva Pinto -  967043770

José Alberto Soares Marques - 917509199

Manuel Pinto Sousa – 939558610

Paulo Dolores - 917510252

 


 

  

35.º Aniversário: Uma imagem vale mais que mil palavras!

Clique na fotografia para ver a reportagem fotográfica...


 

Atividades Culturais

Sob a orientação da Associação dos Antigos Alunos do Colégio de Lamego (A.A.A.C.L.), e com a prestimosa colaboração da Câmara Municipal de Tarouca, no mês de outubro foi levada a efeito uma sessão cultural de cariz monástica/beneditina.
A realização do evento teve lugar no Auditório Adácio Pestana que, simultaneamente, englobou uma exposição de pintura, da autoria do monge beneditino Pe. Paulino Luiz de Castro, subordinado ao tema "HOUVE UM HOMEM BENTO".
Usaram da palavra: Pe. Avelino Martins da Silva (osb) diretor do Colégio de Lamego e antigo aluno, Dr.ª Amélia de Albuquerque, Dr. José Pessoa e o autor da obra.
Este acontecimento cultural já foi levado pela A.A.A.C.L., às seguintes localidades:
- Lamego (2 vezes), Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião, Resende, Armamar, Barcelos, Mondim de Basto, Braga, Santo Tirso, Porto, Vila Nova de Foz Côa e agora na cidade de Tarouca.

A A.A.A.C.L. patrocinou a publicação de um livro explicativo das pinturas cujo título também é "HOUVE UM HOMEM BENTO".

A A.A.A.C.L. tem também outra exposição, esta fotográfica, de um antigo aluno, Dr. Dinis Cortes, intitulada "DOURO PATROMÓNIO NATURAL".
A mesma já visitou:
- Lamego, Peso da Régua, Armamar, Mesão Frio, Sande (Lamego) e Vila Nova de Foz Côa.
Sobre os temas expostos, palestrou sempre com brilhantismo o seu autor e querido amigo Dr. Dinis Cortes.
É justo dizê-lo que todas estas manifestações culturais, terminaram sempre com um porto de honra generosamente oferecido pelo vice presidente da A.A.A.C.L., Dr. Pedro Martha e pelas entidades que tão bem nos têm recebido. "BEM HAJAM".
Com estas iniciativas, todos vamos saciando as saudades "DO VELHO CASARÃO DA ORTIGOSA".
 
As exposições referidas podem ser apreciadas na antiga e saudosa "CASA DA QUINTA", agora recuperada e com o novo nome de "GALERIA BENEDITINA".
 
Mais se informa que a sede da Associação dos Antigos Alunos do Colégio de Lamego (AAACL) terá lugar nesse novo espaço que será inaugurado no próximo dia 27 de Maio, aquando da festa do Antigo Aluno 2017.

XXX Aniversario da AAACL - Maio de 2012

Discurso do Presidente da AAACL

Dr. José Alberto Soares Marques

"Balanço do 1º ano de mandato"

DSC07768

Antes de qualquer outra consideração, sabendo que me desculparão a aparente indelicadeza protocolar de me não dirigir, em primeiro lugar, aos presentes, que tanto nos honram, quero levantar a voz para realçar a ideia de que é o Colégio de Lamego, como estado de espírito unificador e como realidade vivificadora, que congrega a vontade de aqui estarmos. Honra e glória, por isso, ao nosso Colégio de Lamego.

A minha primeira saudação tem como destinatário Sua Excelência Reverendíssima D. António Couto, Bispo de Lamego. A presença de Vossa Reverência, num tão singelo evento como é o encontro anual de antigos alunos do Colégio de Lamego, constitui para nós um suplemento de alma, dando-nos a certeza de que, na sua sabedoria e clarividência, entende este Colégio como instrumento importante de educação e formação de jovens, numa sociedade em que a Igreja deve ter participação relevante.

Saúdo, de seguida, o Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara Municipal de Lamego, Engenheiro Francisco Lopes, aqui representado pelo Exmª Senhora Drª Marina Valle, estendendo, na sua pessoa, essa saudação aos autarcas da nossa região, com quem temos contado no desenvolvimento da nossa acção. É importante que a Associação convoque, na sua missão, a comunidade que a rodeia, abrindo-lhe as portas e abrindo-se, por sua vez, a uma realidade social e cultural de que também é parte. Agradeça ao, Senhor Presidente, o acolhimento que as iniciativas da Associação de Antigos Alunos do Colégio de Lamego lhe têm merecido e o incentivo que para nós constitui esse facto, pedindo-lhe que partilhe este agradecimento com os restantes Presidentes de Câmara deste nosso Douro de preocupações e deslumbramentos.

Não posso deixar de ter uma palavra de especial apreço pela comparência neste convívio de professores do Colégio. Em parte, são os professores que se sucedem, geração após geração, que ajudam a fazer a ponte entre essas gerações e são eles um dos garantes de que o espírito e a mais-valia desta casa de educação e formação perdurarão no tempo. Esperemos conseguir, em outros eventos, uma presença mais abrangente, pelo significado que ela tem e pela força que transmite.

Meus caros colegas, antigos alunos deste Colégio de Lamego, que transportamos em nós o entusiasmo do reencontro com as nossas memórias, projectadas num futuro comum de manutenção do espírito que nesta casa mater colhemos e connosco transportamos, como marca imperecível. Saúdo-vos com aquele abraço, que nos une na saudade, na força e na vontade de afirmarmos, em todas as ocasiões, o tão bom que foi por aqui passarmos. São muitos os antigos alunos do Colégio de Lamego. O facto de estar reunida, hoje, uma parte mínima dessa família, não pode motivar qualquer sentimento de tristeza ou de frustração, deve, antes, apelar à nossa comum reflexão para tentarmos perceber o que é preciso fazer para que outros se sintam convocados pelo chamamento. Não se pode assacar culpa à divulgação do encontro, já que, há vários anos, se realiza nesta mesma data (último sábado de Maio) e a todos foi comunicada a sua realização, através do “Arcádia” e site da “Associação”. Comemoremos os que aqui e agora nos quisemos encontrar, poucos mas bons, como é costume dizer-se, na certeza de que outros se nos juntarão, irmanados na mesma vontade de manter vivo o espírito do Colégio.

Por fim e para que tenha o lugar de merecido destaque, saúdo, de forma efusiva, na sua condição pessoal e institucional, o Senhor Director do Colégio de Lamego, nosso amigo Padre Avelino. É uma saudação de regozijo pela obra que o Colégio tem perpetuado, permitindo que tantos jovens possam encontrar local privilegiado de formação a todos os níveis e ganhar asas com que voem nas realizações que os dignificam e nos sonhos que os humanizam e elevam. Quero que a mesma saudação contenha em si, também, o nosso agradecimento ao Colégio de Lamego, na sua pessoa, Padre Avelino, por facilitar a vida da nossa Associação de Antigos Alunos, como condição imprescindível para que possa cumprir a sua missão e os seus objectivos. Com o tributo do nosso reconhecimento, conte o Colégio, para o que entender, com o esforço e o entusiasmo da nossa participação interessada.

A nossa Associação, faz este ano 30 Anos. Hoje honro e abraço todas as gerações que a cimentaram, entregando-me o estandarte que humildemente transporto ajudado por vós e com a bênção de Frei Bernardo de Vasconcelos.

Na minha qualidade de seu Presidente, cumpre-me deixar registado em palavras o percurso que a Associação de Antigos Alunos do Colégio fez nos últimos tempos, desde que esta Direcção tomou posse. Vou procurar ser contido na expressão, quase só deixando alguns tópicos:

- Tendo em conta o diagnóstico feito e a percepção de que um dos objectivos prioritários da Associação é a criação de laços de união entre as sucessivas gerações, para que a chama do Colégio se mantenha acesa em todos os que por ele passam, uma das tarefas a que a Direcção deitou mãos foi, exactamente, criar pressupostos para que os antigos alunos mais novos mantenham com o Colégio, desde logo através da participação nas actividades desenvolvidas pela Associação, uma relação de proximidade e de pertença, até porque o futuro assenta nos seus ombros e na capacidade que tenham de querer prosseguir a missão. Confesso que os esforços feitos, com relevância para os contactos estabelecidos e de todo o muito trabalho de aproximação, ainda não surtiram os efeitos úteis desejados. Tudo aconselha a que se dê tempo ao tempo, continuando a porfiar, sem parecer que se está em insistência desajustada e mendicante, na certeza de que a esta Associação se juntará quem vier por bem e quando sentir o apelo irresistível da celebração da memória e da projecção do espírito do Colégio de Lamego.

- No âmbito das funções de representação da Associação de Antigos Alunos, a Direcção esteve sempre presente nos momentos em que isso se justificava.

Desde logo, cumpriu a sua obrigação, prestando homenagem, ao associar-se à dor dos familiares de antigos alunos e seus parentes ou professores, entretanto falecidos, marcando presença nos respectivos funerais e enviando condolências escritas. É o caso da mãe do Dr. Dória, da Dra Maria de Lurdes Laranjo, do Dr. José de Barros, da esposa do juiz Conselheiro Jubilado Dr. Mariano Pego, da Dra Maria de Lurdes Cavaco, e dos antigos colegas Álvaro Malafaia, Hernâni Navarro Meneses e José Rebelo Fernandes.

Apresentou cumprimentos ao Senhor D. Abade de Singeverga, representando os actuais e os antigos corpos sociais da Associação, em reunião que se mostrou muito interessante e produtiva.

Associou-se a actividades de cariz cultural, que envolveram os alunos do Colégio: Festa de Fim de Ano Escolar; Encerramento do Ano escolar – Feira Medieval; Festa de Natal; Entrega de prémios escolares, e presença na feira de novas profissões e oportunidades organizada pelo Município de Lamego.

Marcou presença numa palestra sobre Aquilino Ribeiro, no Museu de Lamego e na apresentação de livro do Prof. Marado, no Teatro Ribeiro da Conceição.

Realizou o Dia do Antigo Aluno de 2011, em que, além das tradicionais festividades, organizou, com assinalável êxito, a taça gerações de voleibol, que por breves instantes nos fazem regressar às batutas do saudoso Padre Jorge Ferreira e do sempre jovem e amigo Padre Abel Matias, procurando antes de mais, criar pressupostos de aproximação e união entre as várias gerações de alunos do Colégio.

Promoveu um encontro com professores do Colégio, com a finalidade de os motivar à sua participação no Dia do Antigo Aluno.

Participou na celebrações da comunhão pascal.

Realizou um ciclo de palestras intituladas percursos de vida, sobre orientação vocacional dirigidas a actuais alunos do Colégio e em que os palestrantes foram antigos colegas. Aproveito o ensejo para agradecer aos amigos que nelas estiveram envolvidos: Armando Mansilha, Francisco Laranjo, Francisco Brizida, que as transformaram num autêntico êxito.

Deu cumprimento a todos os actos estatutariamente definidos e iniciou diversas tarefas relacionadas com a criação e optimização de instrumentos de comunicação com os associados e com o público em geral.

Normalização de troféus e diplomas em entregar nesta e em futuras sessões solenes.

Interpretando os sinais dos tempos, procuramos ser rigorosos, fazendo sempre mais com o pouco que temos.

Em termos de realizações, permito-me destacar o envolvimento activo da Associação na Exposição de Pintura dedicada pelo Padre Paulino à Vida e Obra de S. Bento. Tudo temos feito para prestigiar a figura de um santo que também temos por padroeiro, como, aliás, a Europa tem, tentando conseguir que essa exposição percorra várias localidades da região do Douro. Apraz-nos registar a aceitação dessa ideia e o apoio que temos recolhido de várias autarquias, com destaque para o caloroso incentivo recebido pelo Engenheiro Francisco Lopes, Presidente da Câmara Municipal de Lamego. O envolvimento da Associação com este projecto foi ainda mais longe ao patrocinar a publicação de um livro que, sendo explicativo da sucessão de quadros, acompanha e engrandece a exposição. Para tão avultado esforço financeiro, apelo a todos que colaborem, com o pagamento atempado das quotas, bem como a compra do livro supra citado, o que desde agradecemos.

Daquilo que esta Direcção se propôs fazer até agora, está por cumprir a criação e operacionalização do prémio literário Aquilino Ribeiro, objectivo que, pelo sentido e importância que tem, não deve ser abandonado, tudo se devendo fazer para que, brevemente, seja uma realidade.

É forçoso que a modernização da Associação tenha prosseguimento e que se continue a procurar caminhos de expansão e de intervenção interna e externa, através, por exemplo, da remodelação do seu site na Internet, bem como do facebbok, da actualização informática de ficheiros de sócios, para tal no vosso lugar do almoço, está um questionário que agradeço que preencham com letra legível, da criação de uma secção de merchandising, da organização de um ciclo de viagens, da promoção de reuniões em vários pontos do país, para fazer nascer e reavivar núcleos locais de antigos alunos.

Porque sabemos a importância que nas nossas vidas teve e tem o Colégio de Lamego e porque, reforçadamente, sabemos o papel fundamental que continua a ter na actualidade, formando jovens para a vida, para a cultura, para o trabalho, para o sucesso, para o génio, para a preservação de valores, não podemos deixar de prosseguir, no âmbito das atribuições da Associação de Antigos Alunos, um itinerário de afirmação do Colégio de Lamego como uma escola de excelência, que deixa marcas gravadas a ouro nos alunos que têm o privilégio de o ter como casa-mãe, durante os anos de aprendizagem.

Não posso nem quero terminar o uso da palavra sem cumprir, com regozijo, um imperativo de justiça, tributando todo o meu agradecimento aos elementos da Direcção da Associação e dos restantes corpos sociais, pelo empenho, entusiasmo e esforço postos ao serviço da nossa causa comum, funcionalizada aos superiores interesses do Colégio de Lamego.

Embora saiba que existe a hipótese de algum melindre, que acredito arredada pela magnanimidade dos outros, corro o risco de destacar, de entre todos, o Pedro Martha, pela cumplicidade que com ele tenho tido, pelo acréscimo de incentivo que põe nas tarefas que há que realizar e pela continuada generosidade que tem revelado e que não importa, agora, concretizar.

Uma palavra também de realce ao amigo Portugal, que atravessa uma fase difícil na sua vida, e que, na sua postura prestável, humilde e dedicada, tanto tem dado à nossa Associação de Antigos Alunos, sem alardes, fazendo aquilo que, em cada momento, é preciso fazer.

Três menções honrosas ainda quero atribuir: ao amigo Diamantino, igualmente pela generosidade que tem revelado, sempre atento às necessidades da Associação e que está nas suas mãos minorar; concebeu, desenhou, fez e ofereceu esta peça de arte mobiliária onde hoje pouso as folhas do meu discurso, bem hajas. Aos amigos Prof. Orlando e Paulo Dolores, pelas simpáticas e apetecíveis ofertas com que nos têm brindado, continuando este último colega a ser para nós um farol que nos ilumina o caminho.

Agora, para não arriscar ir mais longe no uso da vossa paciência, será mesmo a última referência: neste encontro, vamos homenagear duas figuras ímpares ligadas à história do Colégio de Lamego e à Associação de Antigos Alunos: o Dr. Laranjo e o Dr. José de Barros. Deles falarão, mais tarde, com outra propriedade e profundidade, os colegas Lopes de Almeida e Mariano Pêgo. Quero, no entanto, associar-me, desde já, a essa homenagem, absolutamente merecida, curvando-me, respeitoso, à memória de dois homens bons, na sua intelectualidade, humanidade, capacidade de intervenção social e cultural, altruísmo e solidariedade, constituindo-se, para nós, como exemplos de luminosidade que hão-de ajudar a iluminar-nos os caminhos.

A Associação de Antigos Alunos tem que continuar a percorrer o trajecto de união e de crescimento, sabendo conglomerar vontades e merecer ser paladina do espírito e dos valores deste nosso Colégio de Lamego, que, nas palavras do Dr. Horácio Cardoso, se reconhece como “OASIS ONDE SEMPRE SE MATA A SEDE E A ALMA PREPARA AS ASAS PARA A VIDA”.

Antes do terminus e num novo abraço de bem haja a D. António Couto, também nosso Bispo, transcrevo uma melodia do seu e também meu agrado:

“COM ALEGRIA E CONFIANÇA DE CRIANÇAS, LEVANTAMOS OS NOSSOS OLHOS PARA OS MONTES, PARA AQUELE QUE GUARDA AS NOSSAS VIDAS, DE NOITE E DE DIA, QUANDO SAIMOS E QUANDO ENTRAMOS, DESDE AGORA E PARA SEMPRE”.

Tenho dito.

* Dr  José Alberto Soares Marques - Presidente da Direcção da AAACL
  26/05/2012

AOS FINALISTAS

Caro aluno do Colégio de Lamego:

Brevemente terminarás uma importante fase da tua vida de estudante que vai ser determinante para o teu futuro como cidadão e como profissional.

O Colégio fará sempre parte da tua vida e à medida que nela fores avançando não deixarás de recordar os tempos presentes, as coisas boas, mas também as menos boas, as aulas, os exames que correm bem e os que correm mal, as brincadeiras, os jogos, os teus colegas, os teus professores, os senhores padres e restantes colaboradores.

O Colégio é isso mesmo. É esse conjunto de pessoas e de vivências que hoje dá conteúdo à tua formação e que te acompanhará no futuro.

Não deixarás nunca de ser aluno do Colégio de Lamego. No final do presente ano lectivo subirás um degrau e passarás a antigo aluno do Colégio de Lamego. Mas sempre aluno…

Os antigos alunos também fazem parte do Colégio, prolongando-o e dignificando-o na sociedade, no âmbito das actividades desenvolvidas por cada um de nós.

Por isso mesmo venho convidar-te a inscreveres-te na AAACL – Associação dos Antigos Alunos do Colégio de Lamego, que tem como “objectivo principal o de manter e revigorar os laços de solidariedade que unem todos os antigos e actuais alunos do Colégio”.

 A AAACL precisa de ti e dos teus actuais colegas. A sua continuidade e o seu futuro, enquanto associação, dependem de vós.

Por isso os sócios da AAACL deliberaram isentar do pagamento da jóia e do pagamento de quotas, durante os primeiros 5 anos, os actuais alunos que se inscreverem na associação aquando da sua saída definitiva do Colégio.

Estou certo de que aceitarás o meu convite. Não tem quaisquer custos e bastará que preenchas a ficha de inscrição que junto e que a entregues na secretaria do Colégio.

Desejo-te um bom final de ano lectivo e uma vida inteira de sucessos.

Um abraço dos Orgãos Sociais da A.A.A.C.L.

 
 

Sponsor

Merchandising 

Contacte-nos e faça a sua encomenda

Livro

Visitas

Hoje 7

Semana 69

Mês 262

Total visitas 4337

Veja mais...